Pages

07 outubro, 2011

Inquietude



Acordei inquieta, chata e animada ao mesmo tempo. Grito, danço, pulo, sapateio, me externo, quero contato com o que é de fora, nada de quem eu não gosto perto de mim... Deixo falar a toa, tudo sem sentido me entra e sai como se fosse um ventinho passageiro e sem graça, gente que eu tenho dó, mas não quero falar disso.
Coloca uma música animada, daquelas pra seguir um trio elétrico no carnaval, canta, e grita, sem ligar pra nada porque agora as coisas que ficaram pra trás parecem sim muito mais distantes, mas também parecem ficar somente na forma de lembranças.
E então, com certeza, eu confesso, sou uma bagunça. Uma completa bagunça, feita de erros, mas eu ainda não desisti, mesmo porque não tenho motivos tão justos pra isso, acho que cada hora tem mais e querer mais, sempre tem algo a mais pra querer, mais alguém pra juntar... Sopa de palavras, fotografias, momentos, e morro de saudade de tudo que tive, mas ainda não morri por dentro, não por completo, quero mais bagagem pra lembrar, rir e chorar, continuo inquieta, mexendo o pé, e logo o corpo inteiro, danço e canto mais uma vez, no meio dos corredores da escola e onde for, não tenho vergonha de nada, a vida é a coisa mais bela que alguém já poderia ter me dado.
Não costumo também gostar dessas palavras boazinhas, mas numa sexta-feira a noite, cheia de cansaço corporal é tudo o que parece me restar.
Aos poucos todas as lembranças vão me invadindo, sinto que devem falar: ''Oh, meu Deus, quando ela ficou assim? Como ela mudou tanto?'' E O QUE QUERIAM? DIGAM! Que continuasse a mesma? Não seria eu, sou cada pedaço de mudança, cada cheiro de natureza, planta e neblina que pego pra subir a serra, e logo a última vez, teoricamente, se aproxima, e sinto mesmo em dizer, mas não ligo, não mesmo. 
Mas é como um labirinto, onde as paredes mudam constantemente, não sei se fiz tudo o que posso pra seguir as etapas com meu coração em mãos, mas agora eu estou começando ver que talvez não tenha nada a ver comigo.
E posso estar errada, e ainda sei que uma estrela só não é constelação.

10 comentários:

  1. Acho que todos nós somos uma bagunça... Mas a vida é feita de momentos, altos e baixos, nunca devemos jogar a toalha, nunca desistir!

    To seguindo, se quiser retribuir o favor {doceeuropa.blogspot.com}

    E vamos continuar acompanhando seus textos! Beijos

    ResponderExcluir
  2. amiiga estou seguindo tb !
    ha tem interesse em colocar anuncios de um site que paga pelas visualizaçoes do seu blog ?
    MENINASMULHERES_BLOG@HOTMAIL.COM

    ResponderExcluir
  3. prontinho to seguindo obgda por me seguir tbm bjs

    http://noestilo-damoda.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi flor, amei seu blog e tbm jah estou seguindo.


    BjinhOos ♥

    @SanRodriguesS2

    http://sanrodriguess2.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Nossa vidda é assim msm, meio q uma bagunça! Uma hora agente ama, na outra odeia, num momento só amores, no outro só horrores rsrs...
    Amei conhecer seu blog! Mt Fofo!Estou mega seguindo!Siga-me tbm
    marcileneleao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá Dani...vim retribuir e seguir de volta!! amei seu Blog é muito lindo!! bjs :d

    ResponderExcluir
  7. Oi lindona!
    To te seguindo... se gostar do meu blog, segue de volta!

    Beijinhos
    http://pepperscrap.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá! Adorei o seu cantinho e já estou seguindo!
    Quero te convidar p conhecer e seguir o meu novo blog de variedades: http://voudeblog.blogspot.com/
    O espaço está aberto p divulgações gratuitas. Caso te interesse, é so me avisar.
    Bjão

    ResponderExcluir
  9. Olá! obrigada!

    seguindo


    http://cosmeticosbelezasaude.blogspot.com

    ResponderExcluir